curtinha para falar da madonna

repetir pela oitava vez a façanha de estar à frente de uma turnê mundial (a oitava de sua carreira) lotando um estádio de 40 mil lugares aos cinquenta anos ainda dançando muito e como o mundo a conheceu na primeira não é coisa para qualquer um. programada para aterrissar em terra brasilis em dezembro próximo, falo da turnê do álbum sticky & sweet, da madonna. discussões estilísticas à parte, acho espetacular ver uma artista pop chegar aos cinquenta com uma carreira consistente, tendo se mantido na crista da onda deste universo através de um trabalho sempre inovador, de vanguarda.