a música do filme

semana passada lendo uma das minhas colunas favoritas do guia semanal do estadão – a do cri crítico – me dei conta que apesar de ter apreciado muito a trilha sonora do filme mais recente do woody allenvicky cristina barcelona – acabei não voltando a ela depois de assistir ao filme. gafe desfeita, numa passada pela livraria cultura resolvi a questão e poucas horas depois as faixas já estavam disponíveis no meu iPod. sim, poderia ter feito a compra das faixas online, mas acreditem: as fotos da bela barcelona que dá cenário ao encarte do CD valem a pena… 🙂
o tema principal, “barcelona“, interpretada por giulia y los tellarini, passa o espírito leve e experimentador do enredo do filme. destaque ainda para as boas interpretações ao violão (guitarra flamenca) para “entre dos Aguas” (com o grande paco de lucía), “granada” e “asturias”, ambas composições famosas de isaac albéniz, a primeira na interpretação do violonista emilio de benito e a segunda por juan quesada.
aos meus ouvidos – de grande apreciadora do violão e em especial da guitarra flamenca – ainda está soando como música que vale muito a pena ser consumida e recomendada. experimente!

Spread the word:

convite especial: recital de piano com peças do século XX

Não, não. Não é mais um recital de piano. Em apresentação única na agenda da série Clássicos do Domingo, do Centro Cultural São Paulo, é uma excelente oportunidade de, estando em São Paulo neste domingo, conhecer um pouco mais da música para piano no século 20, na seleção de repertório da pianista Maria Helena Pozzo.

No programa, peças de compositores estrangeiros e brasileiros do século XX que utilizaram em suas obras recursos sonoros não tradicionais do piano. Recomendado!

Serviço: Centro Cultural São Paulo, Sala Jardel Filho. Domingo, 15/Mar, 11:30. www.centrocultural.sp.gov.br

Programa do Recital:

  • John Cage. In The Name of Holocaust, para piano preparado (1942) e Music for piano 2 (1953)
  • Henry Cowell. The Tides of Manaunaum (1911-1912), Aeolian Harp (1923) e Sinister Resonance (1930)
  • George Crumb. MAKROKOSMOS II – [Part Two] (1973) [1- Ghost-Nocturne: for the Druids of Stonehenge; 2- Gargoyles; 3- Tora! Tora! Tora! (Cadenza Apocalittica) e 4- A Prophecy of Nostradamus]
  • Flávio Oliveira. Quando Olhos e Mãos (para piano e aparelho fonador) (1977) e Jogo (1972)Ernst Widmer. Rondo Móbile op.54 (1968)
  • Claudio Santoro. Intermitências I (1967)
  • Leonardo Martinelli. Peça para Piano II (Schaketon, Wosley e Crean deslizando de uma colina de neve) (2005)
Spread the word: