Música de câmara na metrópole

Grata surpresa na agenda do final de semana paulistano, fiz meu debut no SESC Santana, para um concerto do Quarteto Leipzig, considerado nos dias de hoje um dos melhores do mundo. No programa, um repertório recheado de criações para quarteto de cordas por compositores russos:

  • Arthur Lourie (1892-1966). Suite para Quarteto de Cordas Nr. 3
  • Igor Stravinsky (1882-1971). 3 Peças para Quarteto de Cordas
  • Dimitri Shostakovitch (1906-1975). Quarteto de Cordas em C menor Nr. 8, Op. 110
  • Aleksander Borodin (1833-1887). Quarteto de Cordas em D maior, Nr. 2

Mais recentemente tenho ouvido menos música de câmara do que gostaria e fiquei bem impressionada com todas as obras. Mas a peça do Borodin me encantou particularmente.

Aleksander Borodin, compositor e, quem diria, médico e químico russo, se considerava um “músico domingueiro”. É  bem verdade que ele dedicou sua vida à medicina e à química, tendo inclusive fundado uma escola de medicina para mulheres, em São Petesburgo. Mas o lirismo do primeiro movimento de seu quarteto de cordas número 2 é notável, e a obra como um todo, sublime de ponta a ponta. Vale conferir.

Spread the word: